As formas da natureza

Herdei do meu pai o gosto pela observação das formas da natureza e pela sua valorização em termos estéticos. No caso desta fotografia, trata-se do resto de uma árvore que foi atingida por um relâmpago e que, depois, com o passar dos anos, foi sofrendo desgaste devido à humidade e aos seres vivos. Ainda temos inúmeras peças deste tipo que foram recolhidas em diversas regiões de Angola. Este tronco, por exemplo, veio do Cubal, uma cidade localizada entre Benguela e o Huambo.



Comentários

Tuquinha disse…
o meu marido como penso já lhe ter dito está no Huambo...faz a descrição das trovoadas exactamente como a fá...os cheiros, a acalmia após as mesmas...ele diz-me que são cheiros tão caracteristicos que só mesmo lá para entender...
já tenho um caderninho pronto para anotar todas estas recitinhas da sua mãe...(título do caderninho: memórias doces de uma querida) este caderninho é só para mim...
Os bolinhos vou fazer qualquer dia......
beijinhos para as duas e bom fim de semana
isabel disse…
Que fabulosa memória! Quase que lhe sinto o cheiro e a frescura de uma paisagem revigorada pelas fortes tempestades, através das suas palavras!E para acompanhar tão bela viagem dos sentidos, em boa Hora vieram estes bolinhos deliciosos!!
beijinho.

Mensagens populares