sábado, 6 de março de 2010

Coleccionar receitas


Desde muito criança que me lembro dos meus pais fazerem colecções de recortes de jornais e de revistas. Lembro-me que juntavam todos os suplementos infantis dos jornais que recebiam, para que um dia eu os pudesse ler. Também coleccionavam as tirinhas de banda desenhada. Enfim, tudo o que consideravam ter algum interesse. Claro que ao longo dos anos também se foram acumulando milhares de recortes de receitas.

Mas isto faz-me recordar o momento em que chegava o correio, nalgumas das localidades mais isoladas em que vivi. Sim, porque com frequência apenas se recebia correio uma vez por semana. O correio vinha nuns sacos grandes, pintados com uma tira vermelha e verde. Ao abrir-se o saco saiam do seu interior saiam cartas e encomendas, mas também os jornais enrolados e presos com uma cinta. Eram jornais de vários dias, por isso as notícias já estavam completamente ultrapassadas, mas como eram a única fonte informativa eram lidos com um interesse maior do que aquele com que hoje se lê um jornal, sabendo que no dia seguinte teremos acesso a um outro exemplar, que vai actualizar as notícias.

Talvez este tivesse sido o motivo porque os meus pais desenvolveram o hábito de recortar os jornais e de coleccionar pedacinhos de papel que depois acabam como elementos de uma outra estória, ao serem inseridos num agrupamento diferentes daquele para que foram escritos.

A propósito destes cadernos, livros e caixas de recortes que agora ando a revisitar, lembrei-me de um bolo simples, mas que eu gostava muito - o bolo de cerveja. Para a sua preparação são necessários os seguintes ingredientes: 200 g de açúcar, 180 g de farinha, 120 g de margarina, 2 ovos, 1 colher de chá de fermento em pó e 8 colheres de sopa de cerveja. Bati o açúcar com a margarina (Becel para cozinha), até ficar em creme. Juntei as gemas e mexi tudo muito bem. Deitei alternadamente a farinha misturada com o fermento e a cerveja. Por fim, juntei ao creme as claras em castelo firme. Foi ao forno em forma bem untada de margarina e polvilhada de farinha durante cerca de 30 minutos.

6 comentários:

Tuquinha disse...

MAIS UM BOLINHO SIMPLES E SEMPRE SABOROSO....
BEIJINHOS E BOM FIM DE SEMANA

Fa disse...

Obrigada, Tuquinha.Bom domingo.

Tuquinha disse...

em 1º um beijinho muito grande á sua mãe... (90 anos) que delicia.
em 2º espero sinceramente que este blog continue pois como já tive oportunidade de lhe dizer eu gosto muito de o consultar e de ler essas memóriase histórias tão fantásticas...Força para continuar
muitos beijinhos

Fa disse...

Obrigada, Tuquinha. Transmitirei à minha mãe que já tem uma fã na internet. Às vezes na brincadeira digo-lhe que está a ficar "famosa"! Esta experiência tem tido alguns resultados positivos, porque os meus pais gostam de ler as histórias e por sua vez o sabor de bolos, que há muito tempo não eram feitos, suscita memórias. Tenho uma lista enorme de bolos para fazer. O problema depois é comer tanto bolo!
Obrigada pelas suas palavras de estímulo.

isabel disse...

Bom dia,
Acabei de descobrir este encantador blog, no qual podemos passar horas a viajar pelas suas memórias muito interessantes e que nos prendem a atenção. Adorei a forma como termina, sempre nos brindando com uma deliciosa receita! Parabéns pela originalidade e qualidade do Blog! Adorei tudo! Um beijinho.

Fa disse...

Obrigada, Isabel. Também sou uma seguidora do seu "Sítio das Delícias".Bjs